Bancos reduzem juros ao consumidor

O governo brasileiro mais uma vez faz um gol. Ao baixar os juros dos bancos públicos, obrigou os grandes bancos privados a fazer o mesmo. Finalmente temos um governo que peita os bancos. Também fica claro a importância dos bancos públicos para proteger os consumidores da fome de dinheiro dos bancos privados.

do Estadão Online

Bradesco e Itaú seguem bancos públicos e reduzem juro para pessoa física

Santander tem tarifa menor para pequeno empresário;  na semana passada, o HSBC já havia reduzido a taxa aos consumidores

Agência Estado

SÃO PAULO – O Itaú Unibanco anunciou redução de juros para pessoas físicas e pequenas empresas. Para companhias de menor porte, a redução chegou a 66% no cheque especial. O banco informou ainda que seu limite de crédito disponível para emprestar ultrapassa R$ 200 bilhões.

Logo pela manhã, o Bradesco também anunciou um corte de juros e ampliação do limite de crédito. Na semana passada, Banco do Brasil e Caixa reduziram suas taxas.

No Itaú, todos os clientes com conta corrente terão redução de taxas para financiamento de veículos e no crédito consignado INSS. O corte é válido para as novas operações contratadas nas agências do banco, informa comunicado à imprensa. As novas taxas passam a valer a partir de segunda-feira, dia 23.

No caso do financiamento de veículos, a taxa mínima caiu 8% e passou para 0,99% ao mês. Essa taxa será válida para clientes correntistas há mais de um ano, em operações com 50% de entrada e parcelamento em até 24 meses.

Nos empréstimos consignados para beneficiários do INSS a taxa mínima foi reduzida para 0,89% e a máxima, para 2,20% ao mês. O banco não informou as taxas anteriores.

“Em linha com as reduções da taxa básica de juros pelo Banco Central e com o cenário de crescimento econômico positivo para o País no segundo semestre de 2012, anunciamos estas reduções de taxas. Com a redução dos spreads, acreditamos que damos mais uma contribuição para o processo de transformação e desenvolvimento nacional”, afirma Roberto Setubal, presidente do Itaú Unibanco em nota à imprensa.

No segmento de micro e pequenas empresas houve cortes em várias linhas de empréstimos, segundo o banco. No cheque especial, os juros caíram 66% e passam a ser de a partir de 1,95% ao mês. No capital de giro as taxas serão a partir de 1,14% ao mês; e em desconto de duplicatas e cheques, a partir de 1,29% ao mês. O volume de crédito disponível para este segmento é superior a R$ 70 bilhões, de acordo com o banco.

Bradesco

No Bradesco, os clientes pessoa física terão redução de taxas nas linhas de financiamento de veículos, crédito pessoal, consignado e aquisição de bens. A taxa do crédito pessoal, por exemplo, cai de 2,66% para a partir de 1,97% ao mês. No financiamento de veículos, a taxa que era de 1,35% passou a ser a partir de 0,97% ao mês.

“Em consonância com os objetivos de estímulo ao crescimento econômico, o Bradesco anuncia hoje redução nas taxas de juros de diferentes modalidades de crédito”, destaca o comunicado à imprensa.

O Bradesco ampliou o limite de crédito em mais R$ 15 bilhões, sendo R$ 9 bilhões para pessoas físicas e R$ 5 bilhões para pessoas jurídicas.

Para os bancos de montadoras, o Bradesco informou que vai disponibilizar mais R$ 6 bilhões de limite de crédito.

Nas micros e pequenas empresas, o Bradesco criou uma linha de crédito de R$ 1 bilhão para capital de giro e CDC (crédito direto ao consumidor) para aquisição de máquinas e equipamentos. A taxa para essa linha será de 2,90% ao mês, comparada à anterior de 5,56%, segundo o comunicado do banco.

Santander

Na terça-feira, o Santander também anunciou que reduziu as tarifas para os pequenos empresários. O banco espanhol, contudo, afirmou que a medida não está relacionada com a pressão do governo pela redução do spread.

HSBC

No HSBC, o primeiro banco privado a reduzir os juros, a taxa mínima do crédito pessoal caiu de 2,45% ao mês para 1,99%. No financiamento de veículos, de 1,48% para 0,98%, mesmo nível da taxa cobrada pela Caixa. No crédito consignado, com desconto em folha de pagamento, a redução foi de 1,59% para 0,99%.

Anúncios

Sobre ziulfabiano

Filho de pai Argentino e mae Brasileira, vivendo em Madrid e acompanhando o que se passa por aqui e por ali.
Esse post foi publicado em Brasil e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s