Rajoy não convence ninguém sobre saúde da banca espanhola

O Rajoy não convence nem ele mesmo.

do Esquerda.net

Rajoy não convence ninguém sobre saúde da banca espanhola

Tentando circunscrever o problema ao Bankia (que vai receber 19 mil milhões de euros públicos), Rajoy tentou ontem convencer a opinião pública e os mercados da saúde do sistema bancário. O banco central de Espanha estima, no entanto, que os bancos do país vizinho tenham 180 mil milhões de euros em ativos tóxicos.
ARTIGO | 29 MAIO, 2012 – 12:32
Rajoy não convence ninguém sobre saúde banca espanhola

“Não vamos deixar nenhuma região ou entidade financeira cair, porque senão é o país que cai”, disse ontem o primeiro-ministro espanhol, numa declaração à imprensa convocada para reafirmar que a Espanha não necessita de um plano de resgate financeiro e a tentar serenar a opinião pública sobre a saúde de um sistema financeira que parece estar na eminência de um colapso.

A quarta maior entidade financeira do Estado Espanhol deverá receber 19 mil milhões de euros, depois de se saber que a holding financeira que controla o Bankia registou perdas de 7000 milhões de euros, quando tinha registado nas contas um suposto lucro de 41 milhões.

Entretanto começam a surgir notícias das práticas abusivas dos diretores do maior buraco financeiro em Espanha. Um dos executivos do Bankia, que deixou a entidade financeira o ano passado, levou 14 milhões de euros de pensões e bonificações, deixando o Banco de Valencia, que também recebeu dinheiros públicos, praticamente descapitalizado.

“Pegámos o touro pelos cornos porque a alternativa era o colapso”, adiantou Rajoy, explicando a massiva injeção de capital público num banco que nasceu há apenas dois anos da junção de sete caixas regionais com elevados problemas de solvabilidade.

A suposta tranquilidade de Rajoy não parece convencer ninguém. As taxas de juro da dívida pública estão no ponto mais alto de 2012, nos 6,4 por cento, e o índice da bolsa de Madrid caiu mais 2,7%, atingindo o seu valor mais baixo dos últimos nove anos. Seis em cada dez espanhóis acredita mesmo que o país está à beira de um plano de resgate financeiro.

Enquanto Rajoy garante que a escalada da divida pública tem unicamente a ver com a Grécia, e que os problemas do sector bancários estão circunscritos ao Bankia, o banco central de Espanha estima que os bancos do país vizinho detenham 180 mil milhões de euros em ativos sem valor, consequência direta da gigantesca bolha imobiliária que rebentou em 2008. O Bankia tem em carteira 32 mil milhões de montante.

Rajoy afirmou ontem que ainda não decidiu como é que se irá processar a injeção dos 19 mil milhões de euros no Bankia, mas fontes do governo declararam à imprensa que o mais provável é ser através da dívida pública. Com esses títulos em carteira, o banco poderá então voltar a financiar-se no Banco Central Europeu. Uma solução que significará, no entanto, maior pressão na dívida pública espanhola.

Anúncios

Sobre ziulfabiano

Filho de pai Argentino e mae Brasileira, vivendo em Madrid e acompanhando o que se passa por aqui e por ali.
Esse post foi publicado em Crise e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s